quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Óleo de Cártamo emagrece?

“Queria informações sobre os benefícios e efeitos colaterais do óleo de cártamo, pois tenho a pressão arterial um pouco alta e tomo remédios. Eu posso Tomar óleo de Cártamo? Quais cuidados considerar ao fazer uso de óleo de cártamo para emagrecimento.”
O “óleo de cártamo” é um óleo vegetal extraído das sementes da planta Carthamus Tinctorius. Sua venda é regulamentada pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e, para ser comercializado, qualquer produto contendo óleo de cártamo deve ser registrado junto a esse órgão, sendo enquadrado na categoria de “Novos Alimentos ou Ingredientes”. Essa categoria abrange alimentos sem tradição de consumo (ou de consumo em menores proporções) no país, apresentados nas formas de cápsulas, comprimidos, tabletes e outros similares.Não se atribui ao óleo de cártamo propriedades medicamentosas. Apesar de estar sendo amplamente usado com a finalidade de “emagrecedor”, não existem estudos científicos que comprovem essa atividade. Aliás, a ANVISA proíbe propagandas de produtos contendo óleo de cártamo que façam alusão a alguma atividade emagrecedora, pois tais propagandas são enganosas. O óleo de cártamo é rico em uma substância denominada “ácido linoléico” (ômega 6) e esse é essencial à dieta humana, por isso o óleo de cártamo é de interesse nutricional. Outros alimentos, como linhaça, carne, óleos de soja, girassol e milho, leite, ovos, também contêm ômega 6.

Alguns produtos irregulares vendidos como “óleo de cártamo” podem conter, além de outras adulterações, grandes quantidades de “ácidos linoléicos conjugados”. Esses ácidos linoléicos conjugados (diferentemente do ômega 6) não têm segurança comprovada, podendo causar aumento da resistência à insulina, aumento da glicose sanguínea (podendo gerar quadros de diabetes), aumento do fígado, redução do “bom colesterol” (HDL), entre outros. Por isso, deve-se usar apenas aqueles produtos com registro na ANVISA. É possível consultar o registro de produtos contendo óleo de cártamo no endereço: http://www7.anvisa.gov.br/datavisa/consulta_produto/Alimentos/frmConsultaAlimentos.asp.



O óleo de cártamo não causa efeitos prejudiciais sob quadros hipertensivos, contudo aditivos característicos de cada produto podem ser importantes. Consulte a composição e orientações do produto antes de compra-lo. O produto é rico em lípides, substâncias altamente calóricas. Logo pessoas em dieta hipoenergética (em emagrecimento) devem atentar ao valor calórico do produto.

O óleo de cártamo pode ser usado como suplemento alimentar com segurança, desde que sem exageros, seguindo as orientações do fabricante.

Referências. - Notas importantes da ANVISA (acessados em 05/10/2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>