segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Posso acelerar o crescimento dos meus cabelos?


“Como faço para acelerar o crescimento do meu cabelo?”
“Gostaria de saber de um produto que contribui para o crescimento do cabelo. Desde que eu fiz progressiva, meu cabelo nunca mais foi o mesmo. Ele já era fino e ficou mais ainda, não cresce e está bem ralo.”

O crescimento capilar acontece em 3 fases cíclicas que ocorrem
durante toda a vida: anágena, catágena e telógena, respectivamente. A primeira é a fase de início do ciclo, quando acontece uma acelerada produção de novas células do folículo piloso (unidade que produz o pêlo). Essa fase dura, geralmente, entre 3 e 5 anos, mas pode chegar até a 10 anos. A segunda fase é conhecida como fase de repouso, pois o crescimento de células é interrompido, o que faz com que o fio comece a se “soltar” da pele. A duração normal dessa fase é de 2 ou 3 semanas. Durante a fase catágena, o folículo começa a produzir células germinativas, que iniciarão, novamente, a fase anágena. A terceira é a fase da queda, quando o cabelo envelhecido se desprende totalmente do couro cabeludo. A duração dessa varia, normalmente, entre 3 a 6 meses e todo esse ciclo se repete a cada 4 ou 5 anos.

A média de crescimento dos fios de cabelo é de 0,36mm/dia para mulheres e 0,34mm para homens. Normalmente, 90% do nosso couro cabeludo está na fase anágena, 1% na catágena e 9% na telógena. Apesar de muito se saber sobre o cabelo, seu crescimento ainda não é totalmente compreendido. Não há certeza sobre qual sinal o folículo recebe para dar início à fase de crescimento do fio, mas sabe-se que vários fatores podem influencia-lo, como sexo, genética, idade, etnia, estação do ano, localização no corpo, nutrientes, hormônios e uso de substâncias químicas (medicamentos e cosméticos).

Além da taxa de crescimento, a densidade (número de fios por centímetro quadrado de couro cabeludo) e a textura capilar (tamanho do diâmetro) podem ser influenciadas por fatores genéticos, étnico, e até pelo uso de produtos de beleza. Geralmente, cabelos que passaram por muitos processos químicos têm sua densidade diminuída.

Com tantas variáveis, é possível perceber que cada cabelo é único. Provavelmente, pessoas que se queixam de um cabelo que não cresce, possuem, naturalmente, uma fase anágena mais curta.

Alguns cosméticos dizem tornar os cabelos mais grossos e cheios, mas apenas medicamentos conseguem aumentar o crescimento do cabelo e fazê-lo, realmente, crescer com maior diâmetro e densidade. Mas atenção, esses medicamentos são indicados para casos sérios de calvice e o médico deve ser consultado para uso dos mesmos!

Uma importante aliada para o crescimento de cabelos saudáveis e fortes é a dieta balanceada! O couro cabeludo é muito vascularizado e os nutrientes necessários para o crescimento dos fios são adquiridos na corrente sangúinea, ou seja, toda substância que “entra” em nosso sangue pode ser “passada” para o fio de cabelo (inclusive nicotina, cocaína, entre outros) e a falta de algumas delas pode ser prejudicial. A falta de vitamina H, por exemplo, pode alterar o ciclo de crescimento do cabelo, aumentando a duração da fase telógena, o que “atrasa” o recomeço do ciclo. Estados de desnutrição com falta de proteínas, vitaminas ou lipídeos acarretam o afinamento, a perda de brilho e a interrupção do crescimento dos fios. Assim, a nutrição adequada é fundamental para quem quer ter os cabelos bonitos e saudáveis!

Mas em cabelos já danificados, como o da autora da segunda pergunta, na grande maioria das vezes, apenas uma dieta balanceada não é capaz de reverter os danos causados por processos agressivos, como alisamento, escovação intensa, coloração, etc. Nesses casos, é importante realizar hidratações constantes no cabelo e, em algumas vezes, utilizar tratamentos que tenham o poder de repor massa, como cosméticos com queratina, aminoácidos, ácido hialurônico, entre outros, e até cauterização capilar.

Em caso de dúvidas, é sempre interessante conversar com seu médico, seu farmacêutico e até com seu cabeleireiro, desde que esses sejam profissionais devidamente habilitados e tenha-se, assim, a certeza de um diagnóstico e de uma indicação confiáveis.


Referências Bibliográficas:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>